VilmaSouza

Sejam bem vindos sempre.
Este Blog possui fotografias artísticas e artigos de direitos autorais, repeite-os. VS

19 de julho de 2009

Queda em idosos

Quedas em idosos um risco que acomete um em cada três idosos com mais de 65 anos.

O risco de queda e seus problemas relacionados aumentam com a idade. Fraturas causadas por quedas em idosos podem ocasionar internação em hospital e incapacitação. Geralmente as fraturas relacionadas a quedas em idosos acontecem na pélvis, quadril, espinha, braços, mãos e tornozelos. Fraturas no quadril são um dos tipos mais sérios de lesões ocasionadas por quedas, sendo um dos principais problemas de saúde entre idosos.
Apenas metade dos idosos hospitalizados por causa de fratura no quadril pode retornar para casa e viver independentemente.

Minha mãe (65 anos) este mês teve três quedas caiu no banheiro arrebentando a tampa do vaso e ao tentar se segurar puxou o cano da descarga e arrebentou-o, a mãe se machucou pouco o estrago foi mais no banheiro, no dia seguinte a queda ela enroscou em uma cadeira (que quebrou inteira) e caiu na sala com a sorte que a mesinha de centro (vidro) não estava no lugar por isso machucou pouco, não gosto nem de imaginar se aquela mesa estivesse no lugar porque ela caiu de cara no chão bem no lugar onde deveria estar à mesa, mas só ficou roxa e com dores por muito tempo.

Sexta-feira ela caiu de novo no banheiro e teve que ir para o Pronto Socorro, não conseguia nem andar. Foi aquele susto e muita preocupação. Ao fazer o RX detectou que ela trincou o cóquis isto é um horror de dores e não vai conseguir se mexer por muitas semanas ou meses. Ela também cortou o cotovelo e levou pontos, machucou o tornozelo e o pé.

Então sexta-feira o caso foi sério, minha irmã (Sonia - enfermeira) levou-a pro Hospital, mas como ela tinha viagem marcada para as 19 horas, teve que sair antes de todos os resultados e meu irmão às 18 horas foi para o hospital e esperar a mãe ter alta.

Em seguida a Sonia me ligou e Eu liguei para a minha irmã (Celma- a mais velha) pra avisar, e por coincidência já estava na esquina da minha casa, aí fomos buscar a minha outra irmã (Gilda - que esta desempregada) e neste momento pode ficar cuidando da mãe. Fomos buscá-la porque ela tem uma menina de 11 anos e é responsável pelo neto, então foi uma mudança geral.

Quando estávamos indo pra casa da mãe fomos conversando o quanto vai ser difícil convencer a mãe de que ela precisa mudar algumas coisas na casa e principalmente se conscientizar de que não tem mais 20 anos e repensar sobre os tapetes que tem espalhados pela casa e banheiro, as mesas de vidro, fios espalhados pela casa (o telefone e outros aparelhos da tomada que ela resolve mudar com fios espalhado pela casa), tem uma escada terrível, que eu tenho medo de descer, porque passa a ter corrimão na metade da escada.

Meu irmão que chegou primeiro com a mãe em casa foi retirando todos os tapetes e proibindo-os a não ser que ela concorde em colocar antiderrapante (coisa que ela não concorda) e também retirou todos os fios espalhados pela casa, (assim que ela sare irá espalhar novamente), mas não se preocupou com aquela mesinha de vidro, da qual por mim podem dar fim. Afinal desde que os netos eram pequenos que por mim ela podia não existir naquele lugar.

Bom quando chegamos à casa da mãe ela já tinha chegado estava sem dores por conta das injeções, mas era melhor não se mexer e acredito que desta vez ela se assustou.

Provavelmente irei cuidar da mãe na terça-feira (a Gilda tem exames a tarde) mas tenho que escolher as palavras para falar de que precisa fazer uma reforma e transformar a casa em um lugar sem perigos para idosos.
Imaginem o sururu na sexta-feira quando os filhos (faltava só a Sonia que sabe muito mais sobre os cuidados com idosos e quedas) resolveram que o banheiro precisa colocar uma barra dentro do Box, outra logo que sai do Box e uma ao lado do vaso e talvez adquirir uma cadeira no banheiro pra ajudar a sentar e se enxugar.

Imaginem a cara da minha mãe e as palavras:

Eu não sou uma velha, nem uma pessoa idosa, tão achando o que? Eu caí por conta dos remédios.

Ninguém argumentou só nos olhamos e deixamos pra mais tarde, depois vamos fazer uma conspiração de irmãos principalmente porque em agosto ela pretendia fazer uma cirurgia de redução de estomago e nenhum filho concorda, pois ela esquece que é alérgica a anestesia, diabética, hipertensa e tem fibromialgia.
Vejam só um idoso se tem quedas por conta de remédios estaria caindo também na rua ou ao subir, descer do onibus e outras quedas fora de casa e ela cai dentro de casa então pode ser que a casa apresente perigos e isto fica evidenciado ao ver o tipo de tapetes principalmente o do banheiro e aqueles fios pela casa.

Estou escrevendo tudo isso porque as vezes ela Lê o meu Blog, sei que não vai gostar, mas se faz necessário afinal ter consciência que os anos passaram e que precisa mudar não é fácil pra ninguém.

6 comentários:

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

MENINA,TO BEGE!!!
SUA MAE TEM Q DEIXAR DE SER TEIMOSA!!!!
TAPETES AQUI EM CASA,NEVER, NADA DE COISAS PONTUDAS, EVITAMOS O MAXIMO, DETESTO CASA CHEIA DE TAPETES,SÓ SERVE PRA DERRUBAR OS OUTROS,DIGA A ELA Q ELA É LINDA, AMO PESSOAS MAIS EXPERIENTES, ELA NÃO É VELHA, DIGA A ELA Q O TEMPO TORNA AS PESSOAS MELHORES, MAIS SÁBIAS ,ENTAO Q ELA DEIXE DE LADO ESSE PRECONCEITO "OCIDENTAL" Q SER VELHO É SER INUTIL, Q "TER CUIDADOS COM ELA,NAO QER DIZER Q ELA ESTEJA INUTIL, MAS SIM, Q ELA PRECISA SE CUIDAR MAIS PARA DIVIDIR TODA A VIVENCIA DELA COM OS NETOS E FILHOS"
MINHA MONOGRAFIA É SOBRE IDOSOS, MAS EU COSTUMO DIZER Q A IDADE ESTÁ NA ALMA, DIGA A ELA Q SEJA COERENTE,Q SER COERENTE NAO É SER VELHO NEM CHATO, MAS SER PRECAVIDO E TER AMOR PELA VIDA"""

ADORO LER SEU COTIDIANO!
LEMBREI DE ALGUEM,KKK
BJS E ÓTIMA SEMANA AMIGA LINDAA!!!

Everson Russo disse...

Menina, a gente tem muito é que cuidar de quem um dia cuidou muito da gente, um beijo grande no seu coração, abraço apertado pelo nosso dia, o dia do amigo, e desejo a voce uma semana cheia de amor e paz...mais tarde terei novidades e te passo...beijos na alma.

paula barros disse...

Querida todo cuidado é pouco com idosos realmente, e cada caso é um caso, mas sugiro falarem com os médicos sobre os remédios, porque pode acontecer sim. Como disse cada caso é um caso, e 65 anos ainda mantém um certo equilibrio, para cair tanto em pouco tempo.

Conheci uma blogueira e lembrei muito, muito de você. Senti saudade do seu carinho, do abraço, do sorriso, das conversa. beijo saudoso.

Príncipe Tito disse...

Hoje tirei um tempinho para visitas e comentários...Abraços !!!

Magui disse...

Seu relato é preocupante mesmo porque é mt difícil aceitar que envelhecemos.Uma coisa que não sei se vc sabe, tem uma operação para emagrecer que não é barriga aberta e nem, corta o estômago ou intestino.Eu já vi várias vezes na televisão.Se vc quiser saber vou esperar e anoto para vc.O irmão da Carla Peres já fez e outros tantos conhecidos que esqueci o nome.

Tereza Freire disse...

Vilminha, esse "apanhado geral" que você fez sobre o assunto está excelente! Precisa sim, conscientizar as pessoas que a idade não tem que ser necessariamente algo negativo. Ela impõe algumas limitações, mas não torna ninguém inválido, desde que essas limitações sejam respeitadas. Faz parte do curso da vida. Assim como respeitamos o tempo de amadurecimento de uma criança para educá-la e fazê-la entender certas coisas da vida, o idoso também tem seu tempo para se reeducar em seus hábitos. Isso não é velhice, é amadurecimento. E amadurecimento se adquire em todas as fases da vida. Isso nos torna eternamente jovens e prontos para aprender em qualquer que seja a idade. Beijos, amiga.